4 passos para superar o esgotamento emocional

Estar permanentemente cansado, irritado e sem ilusão com a vida são alguns dos sintomas do esgotamento mental. Saiba mais neste artigo.

15 OUT 2020 · Leitura: min.

PUBLICIDADE

4 passos para superar o esgotamento emocional

Todos passamos por fases de estresse. Contudo, quando ese período difícil na vida pessoal ou no trabalho é prolongado, o indivíduo pode desenvolver um esgotamennto emocional que muitas vezes compromete a sua saúde física e mental.

O cansaço emocional é a exaustão da mente na qual a pessoa sente uma fadiga generalizada que interfere em todas as esferas da sua vida. O problema está frequentemente associado a uma dificuldade em executar tarefas diárias, o que causa muita angústia. Pode inclusive levar à depressão porque tem um impacto significativo no quotidiano, no comportamento e nas relações pessoais do indivíduo.

As causas da fadiga emocional

Vivemos em uma época em que o tempo para a pausa, para o lazer e para a contemplação se está a tornar cada vez mais escasso. Por outro lado, a sociedade altamente competitiva nos obriga a almejar uma vida perfeita que na realidade não existe. Isso nos leva a estar cada vez mais cansados.

Segundo os psicólogos, o esgotamento emocional ocorre geralmente naquelas pessoas que exigem muito de si próprias. Em geral, se manifesta após um período prolongado de estresse.

A fadiga emocional pode ser desencadeada por:

  • Mudança de vida significativa, tal como um divórcio.
  • Morte de um ente querido.
  • Nascimento de um filho.
  • Descoberta de uma doença crónica.
  • Ambiente de trabalho tenso.
  • Perda do emprego.
  • Problemas financeiros.

Principais sintomas do esgotamento emocional

As pessoas que sofrem de fadiga emocional sentem que têm uma total falta de controlo sobre o que lhes acontece e são incapazes de equilibrar os cuidados pessoais com as outras exigências da vida. Os principais sintomas do esgotamento emocional são:

Mudança de humor e de comportamento. Gradualmente, a pessoa começa a notar que é mais pessimista e que perdeu a motivação para trabalhar, executar tarefas simples ou socializar. Ele faz tudo sobre piloto automático. E pode sentir:

  • irritabilidade
  • ansiedade
  • apatia
  • pessimismo
  • falta de esperança e motivação
  • tristeza
  • dificuldade de raciocínio.

O esgotamento emocional prejudica o bom funcionamento do cérebro, causando:

  • lapsos de memória
  • dificuldade de concentração
  • falta de criatividade
  • confusão mental
  • dificuldade no planeamento e organização

Problemas de sono. Pessoas com fadiga emocional podem ter insónia, pasar noites sem dormir e ficar muito cansadas durante o dia. Em alguns casos, o indivíduo tem muito sono.

Cansaço físico. A fadiga emocional também se manifesta fisicamente através de:

  • alterações no apetite
  • problemas digestivos
  • perda ou ganho de pes
  • dor de cabeça

Além disso, aqueles que sofrem de cansaço emocional têm a autoestima mais baixa e não se entusiasmam com nada.

Como superar o esgotamento emocional

Para superar a exaustão emocional, é importante fazer uma mudança no estilo de vida. O primeiro passo consiste em identificar a principal fonte de stress. Por exemplo, se o problema estiver no trabalho, poderás tentar encontrar outro emprego mais adequado. Além disso, é importante:

1. Procurar manter um estilo de vida saudável

Ter um estilo de vida saudável, aumenta a resiliência e melhora a saúde física e mental. Mantenha uma dieta equilibrada, rica em frutas e legumes, pratique desporto, evita fumar e estabeleça uma rotina de sono que lhe permita dormir 7-9 horas por noite. São mudanças simples, mas que farão uma enorme diferença no teu bem-estar.

2. Equilibrar a vida pessoal com a profissional

Não deixe que o trabalho ou os cuidados de um ente querido ocupem todo o teu tempo. Não te esqueça de planear as férias e as pausas semanais. Também é necessário fazer pausas diárias regulares para relaxar um pouco a tua mente. Durante esses períodos escuta música, toma um café com um amigo, ou medita por alguns minutos.

3. Socializa

Passar tempo com amigos ou familiares é uma boa maneira de se desligar dos problemas e recarregar as energia. Tenta não se isolar. Partilha, chora e desfruta da vida com pessoas queridas No final, isso é o que importa.

4. Mudar de atitude

Tenta substituir os pensamentos negativos por positivos. Foca em objectivos realistas e evita comparar-te com outros. Procura viver o momento presente. Não te culpes pelo passado nem tente antecipar o futuro. Muitas vezes, uma mudança de atitude pode mudar toda uma vida.

PUBLICIDADE

Psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.pt

Bibliografia

Monique Valcour, How to Refuel When You’re Feeling Emotionally Drained: https://hbr.org/2020/04/how-to-refuel-when-youre-feeling-emotionally-drained

Wright, T.A. & Cropanzano, R. (1998). Emotional exhaustion as a predictor of job performance and voluntary turnover. Journal of Applied Psychology, 83 (3), 486-493.

Mental Health Foundation, Stress: https://www.mentalhealth.org.uk/a-to-z/s/stress

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE