Tudo te irrita? Conheça os motivos

A irritabilidade pode ser a forma que a sua mente encontra para dizer que algo no seu corpo não vai bem.

26 OUT 2020 · Leitura: min.

PUBLICIDADE

Tudo te irrita? Conheça os motivos

A irritabilidade é uma emoção natural que todos experimentamos. Quando alguém se sente irritado, pequenos problemas que normalmente não incomodam ou que seriam tratados com tranquilidade tornam-se uma fonte de tensão. Uma pessoa irritada sente-se nervosa e de mau humor. Além disso, reage de uma forma mais agressiva do que a habitual, perdendo a capacidade de ver as situações quotidianas de outro prisma.

A irritabilidade dos outros é capaz de contaminar qualquer ambiente. Quando, por exemplo, o nosso chefe está irritado, todos no escritório tentam não cruzar o seu caminho. Quando o nosso parceiro chega a casa num estado de irritabilidade, evitamos falar dos tópicos que o deixariam ainda mais nervoso.

A irritabilidade também não é benéfica para a pessoa que a sente porque activa as hormonas do stress deixando o corpo num estado de alerta permanente. O aumento da irritabilidade pode levar o indivíduo a experimentar: 

  • suor excessivo
  • dificuldade de concentração
  • taquicardia
  • respiração rápida ou pouco profunda

É importante notar que a maioria das pessoas se sente às vezes irritada. É normal, por exemplo, estar mais nervoso após uma noite de sono ruim. No entanto, a irritabilidade extrema ou prolongada pode indicar problemas físicos e psicológicos subjacentes, tais como infecções, diabetes, ansiedade ou depressão. 

Principais causas da irritação

A irritabilidade pode ter muitas causas. As principais são: 

  • Stress: viver um período stressante, tal como perder um emprego ou romper uma relação, pode fazer alguém sentir-se mais irritado do que o habitual. As fases complicadas da vida deixam os nervos à flor da pele e tornam mais difícil controlar as emoções.
  • Depressão: a depressão afecta mais de 300 milhões de pessoas no mundo. Pode manifestar-se através de uma série de sintomas. Segundo os especialistas, um dos primeiros sinais de depressão é uma forte sensação de irritabilidade, especialmente nos homens. Quando ligada à depressão, a irritabilidade pode vir acompanhada de agressão e do abuso de substâncias, como o álcool.
  • Ansiedade: a irritabilidade está fortemente ligada à ansiedade, pois esta, quando prolongada, pode afectar negativamente as actividades quotidianas, o desempenho no trabalho e as relações pessoais indivíduo. Àqueles que têm ansiedade generalizada são incapazes de equilibrar as suas emoções, muitas vezes explodindo sem razão aparente.
  • Falta de sono: um grupo de investigadores descobriu que não dormir o suficiente ou a falta de sono pode ampliar as experiências negativas do dia-a-dia, deixando a pessoa mais nervosa e irritada. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que os adultos tenham pelo menos 7 horas de sono por noite.
  • Desequilíbrio hormonal: os desequilíbrios hormonais podem causar muitos sintomas físicos e psicológicos, incluindo a irritabilidade. Nutrição inadequada, má qualidade do sono, diabetes, hipertiroidismo, menopausa e níveis elevados de stress podem todos influenciar o equilíbrio das hormonas. 

5 passos para superar a irritabilidade

1. Descubra os motivos

Reflicta e tenta analisar os motivos da tua irritabilidade. Procura identificar quando te sentiste irritada pela última vez e o que causou este sentimento. Com isso, conseguirá chegar na raiz do problema. 

2.  Reduza o consumo de álcool e cafeína

Muitos estudos apontam que o consumo exagerado de álcool e de cafeína pode levar à irritabilidade. Se bebes café e álcool frequentemente, procura cortá-los por um tempo e observar como o corpo reage. 

3. Seja fiel a ti mesma

É muito difícil gestionar tuas emoções se não fores honesta contigo mesma. Se estás com raiva de algo, admita. Muitas vezes, reconhecer que algo o está a incomodar é suficiente para retomar o controlo. 

4. Pratica a gratidão

Normalmente, sentimo-nos irritados por problemas pequenos ou médios, do tipo que não nos lembraremos dentro de alguns dias ou semanas. Separa alguns minutos diários para pensar nas coisas que estão a correr bem na tua vida e nas coisas pelas quais estás agradecida, tais como tua saúde, teu emprego, teu relacionamento, etc. 

5. Procura passar algum tempo a sós

Encontra um lugar tranquilo para se desligar das actividades diárias e passar algum tempo sozinha. A irritabilidade pode ser a forma que a sua mente encontrou para te dizer que necessitas uma pausa. Ouça música, faça alongamentos ou yoga, medita ou toma um banho de espuma. Com certeza, te sentirás calma e descontraída após estas actividades. 

PUBLICIDADE

Psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.pt

Bibliografia

Daniel J. Safer, Irritable Mood and the Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders; Child Adolesc Psychiatry Ment Health. 2009; 3: 35.

Snaith RP, Taylor CM. Irritability: Definition, Assessment, and Associated Factors. Br J Psychiatry. 1985;147:127–136. doi: 10.1192/bjp.147.2.127

Watson D, Clark LA. Emotions, Moods, Traits and Temperament. In: Ekman P, Davidson RJ, editor. The Nature of Emotion. New York: Oxford University Press; 1994. pp. 89–93

DiGiuseppe R, Tafrate RC. Understanding Anger Disorders. New York: Oxford University Press; 2007

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE