Quando é que uma criança deve ter consultas de terapia da fala?

A terapia da fala tem um abrangente campo de acção nomeadamente para prevenir, avaliar e intervir nas dificuldades de articulação das palavras e desenvolvimento da linguagem.

4 JUN 2019 · Leitura: min.

PUBLICIDADE

Quando é que uma criança deve ter consultas de terapia da fala?

Cada criança tem o seu ritmo de crescimento, desenvolvimento e aprendizagem e, como tal, as aquisições a nível da linguagem também variam de indivíduo para indivíduo. No entanto, o diagnóstico e intervenção precoces são, na maior parte das vezes, cruciais para que os tratamentos se possam revelar eficazes.

Deste modo, no caso de ter dúvidas sobre levar o seu filho a uma consulta de terapia da fala, será preferível fazê-lo, sendo que é o próprio profissional quem pode fazer uma avaliação precisa e decidir sobre a necessidade de um tratamento.

Existem alguns factores que podem, desde o início, favorecer o desenvolvimento do aparelho fonador, como são a amamentação, ou a escolha de um biberão que obrigue a algum esforço de sucção e que permitem ao bebé realizar movimentos que exercitam os músculos que interferem na fala. Por outro lado, mais tarde, a introdução de comida sólida o facto de o bebé ter de mastigar, dá continuação a este mesmo exercício.

Qual é o desenvolvimento de linguagem esperado?

  • Entre os 0 e os 2 meses: O bebé emite alguns sons, geralmente vogais.
  • Entre os 2 e os 4 meses: Já balbucia algumas sílabas como “bu”, “pa”, “ta”.
  • Entre os 5 e os 12 meses: Começa a entoar ao “falar” e repete uma maior variedade de sons.
  • A partir dos 12 anos: Reconhece as palavras mais frequentes e começa a dizer as suas primeiras palavras.
  • Entre os 14 e os 18 meses: Já diz “mamã”, “papá”, e começa a utilizar verbos e adjetivos simples, formando frases curtas (claro que a pronunciação das palavras não será perfeita, na maioria dos casos).
  • Entre os 18 e os 24 meses: Faz frases simples e com sentido, tal como “dá a chucha”…
  • Entre os 2 e os 3 anos: Começam a fazer perguntas, a usar mais verbos e observa uma grande expansão do seu vocabulário, que pode chegar às 300 palavras.
  • Entre os 3 e os 5 anos: A criança já pode contar uma história e consegue articular as palavras de forma a fazer-se entender, embora possa ter dificuldades em algumas consoantes como o “r”.

terapia-da-fala.jpg

Quando é que se deve consultar um terapeuta da fala?

Quando a criança não acompanha as aquisições esperadas para a sua idade, pode ser benéfico consultar um profissional, de modo que este possa realizar uma avaliação cuidada de cada caso.

Além de problemas de articulação, podem ainda existir outros sinais que indicam a necessidade de recorrer a um terapeuta da fala:

  • A criança parece não ouvir o que se lhe diz;
  • Respira sempre com a boca aberta;
  • Tem dificuldades em engolir;
  • A criança gagueja;
  • Quando os outros, especialmente adultos, não conseguem perceber o que diz;
  • Quando, no seu discurso, a criança troca sons ou sílabas;
  • Quando a criança apresenta dificuldades na aquisição da leitura e da escrita.

Manter uma comunicação adequada com a criança, sem “descer” demasiado ao seu nível e, assim, obrigando-a a desenvolver as suas capacidades de comunicação, é essencial para que consiga realizar as suas aquisições de uma forma gradual e constante.

PUBLICIDADE

Psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.pt

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE

últimos artigos sobre psicologia e terapias