Ser resiliente: reinventar-se em cada crise

A resiliência pode, em linhas gerais, ser definida como a capacidade que uma pessoa tem de se adaptar e mudar consoante as necessidades impostas por uma crise.

26 NOV 2018 · Leitura: min.

PUBLICIDADE

Ser resiliente: reinventar-se em cada crise

A vida nem sempre corre como uma pessoa gostaria, ou esperava, que corresse e existem situações de crise que podem levar muitas pessoas a desistir de seguir o seu caminho, a abandonar as suas lutas, a fechar-se no seu mundo.

E isto poderia acontecer a muitas pessoas mas nunca a todas. As pessoas resilientes são aquelas que não desistem apesar dos contratempos e que, perante uma crise, conseguem resolver o problema, adaptar-se à situação em causa e ainda reinventar-se nas áreas necessárias para assim poder seguir em frente.

Todas as pessoas têm em si as características de uma pessoa resiliente, no entanto há um grupo de pessoas que, seja qual for a adversidade com que se depara, nunca se dá por vencido e que pode em cada obstáculo encontrar uma forma de crescimento e tirar uma lição de vida.

O que podemos aprender das pessoas resilientes?

Existem muitas lições que podemos aprender ao lidar com pessoas resilientes:

  • Manter a calma: as pessoas resilientes, normalmente, mantém a calma em situações limite porque, na verdade, acreditam que tudo pode ser resolvido. Esta serenidade também as ajuda a pensar melhor e a conseguir chegar a uma solução para os problemas com que se defrontam.
  • Encarar as coisas como elas são: apesar de terem um fundo profundamente otimista, as pessoas resilientes são realistas e pragmáticas. Assim, conseguem pôr as situações em perspetiva e encontrar soluções para os mais diversos problemas.
  • Identificar as causas de um problema: antes de tentar resolver uma questão de uma forma impulsiva (que não é o mesmo que intuitiva), os resilientes analisam o problema, identificam as suas causas e só depois o tentam resolver.

resiliencia3.jpg

  • Capacidade de trabalhar as próprias emoções: é uma característica não só admirável como também imprescindível. Por um lado, controlar emoções de fúria, angústia, ou derivadas do stress e concentrar-se nos aspetos positivos de uma situação é a melhor forma de a resolver de um modo tranquilo. Por outro lado, são pessoas empáticas que conseguem analisar bem as suas emoções e ler as dos outros. Por isso também conseguem apoiar apoio nas pessoas acertadas e evitar os contextos tóxicos.
  • Manter a autoestima e a autoconfiança: não depender da aprovação externa para construir o conceito de si mesmo (especialmente favorável) é uma das características mais marcantes de uma pessoa resiliente. Assim, estas pessoas estão dispostas a correr riscos por aquilo em que acreditam e a verdade é que, muitas vezes, acertam.
  • Encontrar sempre uma solução: não desistir até encontrar uma solução para um problema é outra das características marcantes das pessoas resilientes. Encontrar uma justificação para os acontecimentos e conseguir integrá-los na própria história passa pelo otimismo de se saber que se há-de encontrar uma solução para cada problema.

Minimizar o que não interessa e dar valor ao que realmente importa pode ser um dos lemas dos resilientes. Sem cair num otimismo extremo, a resiliência é algo que todos podemos, e devemos, treinar.  

PUBLICIDADE

Psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.pt

Bibliografia

American Psychological Association: Building your resilience: https://www.apa.org/topics/resilience

Konnikova, Maria, How People Learn To Become Resilient: https://www.newyorker.com/science/maria-konnikova/the-secret-formula-for-resilience?irclickid=Vk03v3X0TxbC05ryMlyQexqFUkEzyUx1lzLKyE0&irgwc=1&source=affiliate_impactpmx_12f6tote_desktop_adgoal%20GmbH&utm_source=impact-affiliate&utm_medium=123201&utm_campaign=impact&utm_content=Online%20Tracking%20Link&utm_brand=tny

Buckingham; Markus, What Really Make Us Resilient: https://hbr.org/2020/09/what-really-makes-us-resilient

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE