Fui abusivo na infância?

Realizada por >Helo · 26 abr 2021 Psicoterapias

Olá. Tenho uma dúvida que me angustia muito, com certa frequência.

Quando eu tinha 10 anos +ou-, ao tomar banho com um primo de 6 anos, lembro de pressionar meu corpo contra a parte traseira dele durante o banho. Quando ele me questionou, me dei conta que não deveria fazer aquilo e parei imediatamente. A única vez que algo do tipo tinha acontecido, foi eu tocar nos genitais de outra criança na mesma época. Me sinto muito mal por essas duas situações, mesmo sabendo que naquela época eu não tinha noção nenhuma do que aquilo significava.

E assim viveu, hoje, 9 anos depois desse acontecido, fico me perguntando se fui abusivo com ele e se sim, como reparar esse dano? Fico me perguntando isso. Principalmente quando ouço alguma notícia, ou sei lá, aparece algum filme sobre esse assunto, fico refletindo sobre isso. O tal primo aparenta uma criança super normal, e temos uma relação super saudável e comum.

Já fiz terapia por ansiedade/depressão, tive alta, porém só agora essas questões me vem a cabeça, e fico com medo de falar sobre com alguém, envergonhado pela atitude.

Resumindo: Fui abusivo? Se sim, como resolver?

Resposta enviada

Em breve iremos verificar a sua resposta para posteriormente a verificar

Ocorreu um erro

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta 28 ABR 2021

Todos ficamos mais ricos quando alguém expõe aquele Eu que anda escondido a maior parte do tempo.
Obrigada!
E sim! É realmente angustiante quando pensamentos frequentes nos criam dúvidas quanto à nossa identidade, em particular, quando coloca em causa a “boa” imagem que temos de nós próprios.
Mas, como pode alguém que afirma: “mesmo sabendo que naquela época eu não tinha noção nenhuma do que aquilo significava”, pode ser abusivo?
Acredito que o que se passou, de acordo com o descrito, não seja nada mais que a descoberta de sensações corporais ligada à sexualidade que fazem parte do desenvolvimento saudável do ser humano.
Caso continue a ter pensamentos persistentes e dúvidas quanto à situação, consulte uma psicóloga ou um psicólogo, para esclarecimentos mais detalhados e, eventualmente, trabalhar a parte de si que o conduz a essa situação.
Abraço,
Carla Rodrigues

Carla Rodrigues Psicólogo em Lisboa

5 respostas

14 votos positivos

Fazer terapia online

Contactar

A resposta foi útil para si?

Agradecemos a sua avaliação!

Psicólogos especializados em Psicoterapias

Ver mais psicólogos especializados em Psicoterapias

Outras perguntas sobre Psicoterapias

Explique o seu caso aos nossos psicólogos

Publica a tua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Necessitas escrever mais 100 caracteres

Tua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a tua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o teu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o teu anonimato

Tua pergunta está a ser revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, usa o buscador para conferir as respostas

psicólogos 700

psicólogos

perguntas 100

perguntas

respostas 50

respostas